Agronegócio Destaque

Deputado Vinícius Camarinha é alvo de protestos de tratoristas por ter votado a favor do aumento de impostos

Na manhã desta quinta-feira, os tratores, junto aos produtores, tomaram conta das margens da SP-294 (Marília e Bauru) para protestar contra o aumento de 4,14% nos impostos pelo governo de João Dória (PSDB) sobre o ICMS dos produtos agrícolas. Mesmo revogando a medida, os protestos foram mantidos. A presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Teresa Vendramini, confirmou presença e apoia o protesto, que vem sendo de forma legítima.

No entanto, os agricultores não só protestaram contra este aumento, mas também contra o deputado Vinícius Camarinha (PSB), que votou a favor do aumento dos impostos. De acordo com os produtores, é inviável o acréscimo sem retorno algum para a sociedade, especialmente durante o período de pandemia vigente em todo o Brasil.

Os organizadores do movimento divulgaram uma lista de produtos que devem ter o preço aumentado com o fim da isenção do ICMS.

Veja quais são:

– Leite longa vida: 8,4%

– Carnes: 8,9%

– Cadeira de rodas e equipamentos para pessoas com deficiência: 5%

– Têxteis, couros e calçados: 7,3%

– Energia elétrica para estabelecimento rural: 13,6%.

Além dos produtos agrícolas, o governo de São Paulo projetou aumentar as taxas sobre a importação de remédios contra o câncer em 14% na rede privada. As alterações constam da Lei 17.293/20 e dos decretos 65.253 a 65.255.

Leia Também