Destaque Geral

Nova fusão entre DEM e PSL precisa vencer o gargalo das disputas municipais

O DEM e o PSL aprovaram, em convenções realizadas no último dia 6 de outubro, em Brasília, a fusão da entre as duas legendas. O novo partido se chamará União Brasil e o número será 44.

A expectativa, segundo o presidente nacional do DEM, ACM Neto, é de que a fusão leve à formação da maior legenda do país. Entretanto, o processo deve levar a saída de vários filiados dos dois partidos, inclusive congressistas.

Além das disputas em âmbito nacional, o novo partido vai enfrentar o desafio dos confrontos municipais, onde filiados destes dois partidos são adversários na esfera do executivo municipal, o que deve gerar várias desfiliações.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda precisa aprovar a nova sigla. A cúpula do DEM crê que o processo de fusão leve três meses para ser analisado pelos ministros.

A expectativa é de que a fusão seja aprovada. Um dos maiores desafios será acomodar os integrantes de PSL e DEM dentro de um mesmo partido.

Leia Também