Destaque Pedrinhas Paulista

Silvestro Franzoso trabalhou em plantação de café antes de vir para Pedrinhas

Silvestro Franzoso, natural de Adria, região de Veneto, filho de Luigi Franzoso e Ruzaida Franzoso e irmãos de Jean Carlos, de 13 anos, e Hélio, de 11 anos. Chegou ao Brasil em 1952 aos 18 anos de idade.

A primeira parada em solo brasileiro foi em Bernardino de Campos para trabalhar como colono de café. Junto com a família Franzoso estavam mais três. Uma delas voltou para a Itália em pouco tempo. Uma outra família, Barbierato, foi para uma outra colônia perto de Itapetininga onde já estavam cerca de 20 famílias italianas. E duas famílias, Franzoso e Costalongo, vieram para Pedrinhas. Os Franzoso trabalharam nesta colônia de café por um ano e meio.

Um dos filhos dos Costalongo queria ser padre e em Santa Cruz do Rio Pardo tinha um seminário de padres dominicanos. “O senhor Costalongo, por meio de um padre, teve informação da colônia de Pedrinhas. Ele veio até aqui e gostou e meu pai mudou de ideia e resolver vir aqui também para conhecer. Ele disse que, se fosse bom, viríamos para cá”.

O pai gostou e a famílias veio e Silvestro está aqui até hoje.

Você confere mais desta história na edição impressa da Folha de Pedrinhas que está em circulação e a entrevista completa na revista especial deste mês.

Da Redação

Folha de Pedrinhas

Leia Também