Destaque Geral Pedrinhas Paulista

Prefeitura de Pedrinhas e Grupo San Pio chegam a um acordo e obra da Arena de Eventos será retomada

Em reunião realizada no dia 12 de novembro, o prefeito de Pedrinhas Paulista, Freddie Nicolau (PTB), e o empresário e diretor do Grupo San Pio, Adriano Lecce, acertaram detalhes sobre o retorno às obras de construção da Arena de Eventos do município. A obra estava parada desde o final do ano passado. Em entrevista ao Jornal Folha de Pedrinhas, o prefeito contou detalhes sobre as decisões tomadas a respeito da solicitação de reequilíbrio financeiro requisitado pela San Pio Construtora.

Em um primeiro momento, Freddie ressaltou o fato de que essa obra é proveniente dos recursos disponibilizados pela certificação de Pedrinhas Paulista como Município de Interesse Turístico – MIT, status conquistado em 2019. “Essa obra, chamada Arena de Eventos 1, já que existem mais de um projeto com esse nome, teve início em setembro de 2020. Quando a nossa gestão, Juntos Somos Mais, assumiu a Prefeitura Municipal, ela já estava paralisada por conta do impacto gerado pela pandem ia. Depois de 15 meses do começo das obras, a execução dela tem uma medição de aproximadamente 28% concluída. Foi um atraso muito grande, mas nós entendemos que houve um bom motivo, é um momento difícil para a construtora também, tendo em vista a grande oscilação nos preços de todos os insumos da construção civil”, esclarece Freddie.

Para poder retomar as obras, o responsável pela empresa, o engenheiro Adriano Lecce, vinha apresentando planilhas que buscavam estabelecer o reequilíbrio econômico e financeiro do empreendimento. O prefeito conta que, em maio deste ano, recebeu o pedido formal do engenheiro requisitando um reequilíbrio de um pouco mais de 40% nas finanças, para conseguir retomar a construção do espaço.

“O município tinha dois desafios naquele momento. Primeiramente, buscar a legalidade de todo o processo de reequilíbrio financeiro, para conferir se o pedido estava respaldado do ponto de vista técnico e legal”, destaca Freddie. Pensando nisso, a Administração Municipal contratou uma empresa especializada no assunto, que fez um trabalho imparcial da situação. “Eles fizeram um levantamento para conferir o valor que deveria ser requisitado para realizar o reequilíbrio financeiro da obra. Foi concluído que o montante pedido deveria ser em torno dos 30%”.

“A segunda dificuldade que enfrentamos foi nos organizar financeiramente para arcar com a contrapartida exigida por esse reequilíbrio econômico, tendo em vista que não seria possível utilizar recursos do Estado. Dentro do dia a dia da nossa Administração, nós promovemos várias ações buscando enxugar a máquina pública. Aproveito para dizer que estamos apenas com 68% dos nossos cargos e comissões preenchidas, tomei essa decisão justamente para gerar economia, sabendo que o primeiro ano de governo seria difícil por conta da pandemia. Com muita felicidade, posso dizer que conseguimos diversos recursos, fazendo com que sobrasse mais dinheiro para investir no nosso município. Depois de 11 meses de trabalho, conseguimos nos planejar financeiramente para arcar com esse reequilíbrio econômico”, conta Freddie.

Na reunião realizada nessa sexta, o prefeito e o empresário chegaram a um acordo. “A Prefeitura Municipal firmou o compromisso de realizar o pagamento de 30% do reequilíbrio financeiro da obra e a empresa se comprometeu a entregar a Arena de Eventos 1 pronta até setembro de 2022, no momento em que estaremos comemorando os 70 anos de Pedrinhas Paulista. Um presente merecido para a cidade”, afirma Freddie. “Na próxima semana estaremos encaminhando um Projeto de Lei à Câmara Municipal para abrir autorização orçamentária para realizar esse aditamento. Tenho certeza que não teremos problemas nesse processo, pois é uma obra de grande interesse para a população e a nossa gestão buscou diversos recursos a fim de concluir essa obra”, finaliza o prefeito.

Grupo San Pio

Sobre o retorno às obras, o empresário e diretor do Grupo San Pio, Adriano Lecce, declarou: “Demorou um tempo para fazer a análise devido à pandemia e aos custos dos materiais e dos serviços que subiram. Depois de um levantamento, chegamos a um acordo para dar andamento a obra. Será um espaço bem bonito para a cidade e irá fomentar as nossas festas. Acho que o prazo combinado é bem razoável e que poderemos terminar no ano que vem. Faremos o possível, nossa equipe está bem focada no compromisso assumido com o município. No momento, estamos dependendo da aprovação da Câmara Municipal, mas acredito que logo será aprovada e poderemos dar andamento à obra”, conclui Lecce.

Leia Também