Geral

Explosões em porto no Norte da China deixam ao menos 44 mortes

explosão
Da EBC por Agência Lusa
Explosões num armazém de Tianjin, no Norte da China, causaram 44 mortos, até o momento – 37 a mais do que foi anunciado inicialmente. A informação é da agência de notícias oficial chinesa Xinhua.As explosões ocorreram ontem (12), por volta das 23h30 horário local (10h30 em Brasília), em um bairro chamado Binhai New Area. Em boletim divulgado hoje às 11h (22h em Brasília), a Xinhua informou que “pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 400 ficaram feridas”. No início da tarde (hora local), o balanço subiu para 44 mortos.

Horas antes, um jornal de Pequim adiantou que um hospital de Tianjin recebeu 40 corpos retirados do local da explosão, mas a informação só foi oficialmente confirmada depois. Entre os mortos, há 12 bombeiros, disse a Xinhua.

O número de feridos hospitalizados também subiu, para 520, sendo 66 deles em estado grave, revela o balanço mais recente.

Segundo informações postadas na conta no Twitter do Centro das Redes de Vigilância de Abalos Sísmicos  da China, a magnitude da primeira explosão foi equivalente à explosão de 3 toneladas de TNT, enquanto a segunda teve potência equivalente à detonação de 21 toneladas do explosivo.

Informações das autoridades locais e relatos de vizinhos citadas por um jornal de Pequim indicam que as explosões destruíram janelas e sacudiram edifícios que foram evacuados. A onda de explosões foi sentida até 10 quilômetros de distância.

O Presidente chinês, Xi Jinping, e o primeiro-ministro, Li Keqiang, determinaram o envio de resforços para trabalhar no resgate de vítimas. O maior porto do Norte da China fica a 150 quilômetros de Pequim, na cidade de Tianjin, que tem cerca de 15 milhões de habitantes.

Leia Também